sexta-feira, 5 de maio de 2017

EXÉRCITO DA VENEZUELA: VOCES NÃO TEM REMORSO E VERGONHA?





 EL EJÉRCITO DE VENEZUELA: USTED NO TIENE REMORDIMIENTO Y LA VERGÜENZA?



Mulher idosa que, com a bandeira da Venezuela amarrada no pescoço, parou sozinha um tanque no centro de Caracas.
A cena foi gravada durante um dos protestos contra o presidente Nicolás Maduro, paralela a outros de apoio ao governo, em um dia que deixou vários mortos - três civis e um guarda - por ferimentos de bala.
A cena ocorreu na rua Francisco Fajardo, no centro da capital venezuelana, e vários fotógrafos a testemunharam.
De acordo com um deles, a mulher participava da manifestação pacificamente e estava muito perto das forças de segurança.
"Em alguns momentos, ela se manteve parada na frente das autoridades, que tentaram removê-la com jatos de água. Outros manifestantes tentaram levá-la para algum lugar protegido e também não conseguiram", diz um fotógrafo.
Quando o caminho começou a ser aberto para os tanques passarem, a manifestante decidiu dar um passo adiante e se colocar diante de um deles, diz o mesmo profissional.
"O oficial que conduzia o veículo a empurrou gentilmente com a intenção de movê-la, enquanto o outro que manobrava a arma de atirar gás lacrimogêneo jogava um cartucho de gás, ambos sem efeito", acrescentou
"Toda vez que o tanque recuava para evitá-la, ela avançava", diz outro fotógrafo que registrou a cena, em que muitas pedras estão no asfalto.
"Alguém da imprensa tentou convencê-la a se afastar. Ela se recusou", disse ele, acrescentando que, em alguns momentos, a mulher parecia muito afetada pelos gases.
Em uma das imagens que circulam nas redes sociais, a venezuelana aparece cobrindo os olhos e nariz com um pano, de costas para o tanque, entre bombas de gás lacrimogêneo.
Outra imagem a mostra sendo levada em uma moto por dois guardar nacionais, já sem o boné e com o cabelo curto e grisalho à vista, embora não esteja claro se foi detida ou não.
O Fórum Penal da Venezuela, uma organização não governamental composta por mais de 200 advogados e que auxilia detidos e vítimas de violações dos direitos humanos, disse à BBC que não recebeu quaisquer queixas sobre a possível prisão da mulher.
Enquanto procuram-se mais dados sobre ela, algumas pessoas nas redes sociais já a alçaram a "símbolo da oposição a Maduro".


Fonte do texto, exclusive título: https://noticias.terra.com.br.

Fotos: Leo Álvarez / BBCBrasil.com

sexta-feira, 17 de março de 2017

UM JESUÍTA PARECIDO COM JESUS.

Sapatos gastos, por baixo da roupa um jesuíta, muito parecido a pessoa de Jesus. Que tempos bons, poder vivenciar um Papa assim.

FRANCISCANOS SÃO CONTRA A REFORMA DE MORTE DA PREVIDÊNCIA.


segunda-feira, 20 de fevereiro de 2017

REFEITÓRIO, COZINHA, LAVANDERIA

 Refeitório, encontro festivo, café da manhã, almoço, lanche, janta.

1972/1975 - Cozinheiras VALÉRIA, SUELI e CLARA



 Quanta louça lavamos aqui.

 "Senhor, dai pão aos que tem fome. E fome de justiça aos que tem pão."
Oração inicial do Pe. Tarcísio Theeis antes das refeições.


 cozinha


CAPELA SEMINÁRIO SÃO JOÃO BATISTA - LUZERNA - SC 1972


quarta-feira, 1 de fevereiro de 2017

O QUE DISSE O PAPA FRANCISCO NO ÚLTIMO DIA DE JANEIRO DE 2017 (30/01).






Os mártires são aqueles que levam avante a Igreja, são aqueles que sustentam a Igreja, que a sustentaram desde sempre e a sustentam ainda hoje. E hoje são em números maiores em relação aos primeiros séculos da vida da Igreja.  



 Os mártires são em número maior hoje, não obstante o facto que os meios de comunicação social não o digam claramente, pois eles não constituem objeto de notícia. 

Entretanto, muitos cristãos no mundo de hoje, são bem-aventurados porque perseguidos, insultados, encarcerados: são de facto tantos os cristãos encarcerados só por levarem consigo uma cruz ou por terem confessado a sua fé em Jesus Cristo.

Esta é a glória da Igreja e o nosso apoio é também a nossa humilhação: nós que temos tudo, tudo parece fácil para nós e se nos falta algo lamentamos. Pensemos nestes irmãos e irmãs que hoje, em números maiores a dos primeiros séculos da Igreja, sofrem o martírio.

E também nós hoje, é verdade e também justo, estamos satisfeitos quando vemos um ato eclesial grande, que teve um grande sucesso, os cristãos que manifestam. E isto é belo! Mas esta é a força? 

Sim, certamente é a força. Mas a maior força da Igreja hoje está nas pequenas Igreja, pequeníssimas, com pouca gente, perseguida e as vezes até com os seus bispos nas prisões, disse. Esta,  é a nossa glória hoje, esta é a nossa glória e a nossa força hoje.

Eles com o seu martírio, o seu testemunho, com o seu sofrimento, mesmo dando a sua vida, oferecendo a sua vida, semeiam cristãos para o futuro e nas outras Igrejas. Dediquemos esta santa missa aos nossos mártires, para aqueles que sofrem neste momento, para as Igrejas que sofrem, que não têm liberdade. E agradecemos ao Senhor por estar presente com a força do seu Espírito nestes nossos irmãos e irmãs que hoje dão testemunho dele. 


Fonte: Cidade do Vaticano (RV) Palavras do Papa Francisco durante a homilia proferida esta manhã, segunda-feira, dia 30 de Janeiro de 2017, na Capela de Santa Marta.

sexta-feira, 27 de janeiro de 2017

FREI LUIZ TOIGO e TECHIO: 44 ANOS DE AMIZADE



Ingresso no Seminário São João Batista de Luzerna, em 1973, Luiz Toigo tornou-se um exemplar seminarista. Daí nasceu uma grande amizade que perdura até os dias de hoje.
Mestre em Farmácia e parapsicólogo, tornou-se Frei, religioso e sacerdote, com dons de cura, levando o bem a todas as pessoas que procuram a PASTORAL DA SAÚDE em Concórdia – SC, sempre sem qualquer tipo de discriminação religiosa.
A Pastoral da Saúde é o braço social da Igreja Católica em Concórdia, com sede na Igreja Nossa Senhora do Rosário, recebendo o apoio de várias pessoas abnegadas que ali trabalham e apoiam o Frei Toigo.
No dia 26/01/2017, Frei Luiz Toigo se aposentou pelo INSS, como aliás, todos os franciscanos que se dedicam a vida inteira, com humildade e amor, pela humanidade, sem receber um centavo sequer.
Tinha mesmo que ser franciscano.
Veio me visitar neste mesmo dia, com sua habitual simplicidade, de chinelo e alegre pela aposentadoria, a qual não interromperá seu trabalho voluntário e gracioso em prol dos doentes, necessitados e de toda a comunidade.
Eis aí a grande diferença de Igrejas cristãs que colocam como matriz de atuação o vil metal, arrecadando dízimos (as vezes trissemos) do povo mais pobre, para enriquecer pastores, embarcados em verdadeiros impérios.
Suas celebrações eucarísticas, conforme atesta aqui ao meu lado seu também amigo Difendi Masson, “são de arrebentar, extremamente emocionantes”.
Nas missas,  sempre lotadas, tem sintonia com o povo e suas pregações são excepcionais.
Toda vez que me encontro com esse meu amigo, olhando para os seus olhos, para sua humildade e para sua força espiritual, me emociono profundamente.
Como foi bom, concordamos eu e o Difendi, ter vivido no Seminário, com frades exemplares.
E o Toigo era nosso colega de bancos escolares.
Hoje, continua sendo nosso amigo.
Suas sobrancelhas ficaram brancas.
E nós rimos disso.
Esquecendo, é claro, que a idade também nos pegou.
Festejemos a vida e a nossa longa amizade.
E viva a nossa bela união!!! (diz o Difendi).

quinta-feira, 12 de janeiro de 2017

OBAMA EMOCIONA VICE PRESIDENTE DOS EUA COM A ÚLTIMA HOMENAGEM.




"Conhecer Joe Biden é conhecer amor sem pretensão", diz presidente, ao conceder ao vice a mais alta honraria civil do país
O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, surpreendeu seu vice, Joe Biden, nesta quinta-feira, ao lhe conceder a Medalha Presidencial da Liberdade, a mais alta honraria civil no país. A emocionante homenagem, a última de Obama no cargo, levou lágrimas aos olhos de ambos.
“Conhecer Joe Biden é conhecer amor sem pretensão, serviço sem presunção e viver a vida plenamente”, disse Obama, em uma cerimônia que uniu funcionários do governo e familiares do vice. O texto oficial do prêmio elogia Biden por seu “charme, franqueza, otimismo impassível e profundo e permanente patriotismo”.
O presidente resolveu lembrar ainda a parceria pessoal entre a dupla durante os últimos oito anos, que chegou a ficar conhecida como “Obiden” na internet por sua boa amizade. “Esse é o tipo de família que construiu esse país. Por isso minha família está honrada em se considerar Bidens honorários”, disse Obama.
FONTE: VEJA